Segundo a polícia, o suspeito ficava observando as vítimas tomarem banho e tocava em suas partes íntimas, enquanto elas dormiam

Um agricultor de 31 anos foi preso, na manhã desta segunda-feira (25), por volta das 9h, em cumprimento de mandado de prisão preventiva pelos crimes de importunação sexual e estupro de vulnerável, em Santa Isabel do Rio Negro (a 630 quilômetros a noroeste de Manaus). As vítimas foram as duas enteadas do homem, que sofreram abusos durante dez anos.

De acordo com o delegado Aldiney Nogueira, as enteadas foram abusadas pelo próprio padrasto, entre os anos de 2010 e 2020. O suspeito ficava observando as vítimas tomarem banho e também tocava em suas partes íntimas, enquanto elas se preparavam para dormir.

“Em pelo menos duas ocasiões, ele tentou tirar a roupa das vítimas a força. Durante esse período todo, elas não se sentiram encorajadas a denunciar, uma vítima não sabia que a outra sofria os mesmos tipos de abusos e essa cadeia de abuso foi interrompida, porque uma das vítimas, que hoje tem uma filha de seis anos, ouviu dessa filha que ela também já estava sofrendo abusos sexuais semelhantes ao que ela sofreu”, explicou o delegado.

As duas irmãs foram até o Conselho Tutelar do município e relataram o que passaram durante dez anos, segundo a polícia, durante interrogatório, o suspeito confessou o crime. O agricultor foi preso e ficará na carceragem da 76ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).

Fonte: D24am.

Share: