A cada 24 horas, pelo menos um acidente de trânsito fatal acontece no Amazonas. Tais consequências são a soma de diversos fatores como imprudência ou falha mecânica, por exemplo. Apesar disso, a irresponsabilidade no volante ainda é a principal causa dos acidentes.

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) registrou 280 acidentes fatais, de janeiro a outubro de 2021.

O mês de maio teve o maior índice de ocorrências desta natureza. Em relação aos atropelamentos, estes são os mais recorrentes. Em 10 meses foram registradas 82 ocorrências desta natureza.

De acordo com Wendell Menezes, gerente da Controladoria Geral de Trânsito, do Detran-AM, grande parte dos acidentes de trânsito são consequências de infrações, como o desrespeito à sinalização e condutores que trafegam em alta velocidade nas rodovias.

“As principais causas dos acidentes se dão em relação à desobediência da legislação de trânsito, principalmente naquilo que se refere à sinalização viária e ao limite de velocidade das vias”, disse.

Segundo o gerente, grande parte dos acidentes que resultam em mortes ou vítimas lesionadas, envolve colisões entre carros e motocicletas. Só na capital, foram 47 acidentes envolvendo esses veículos, entre janeiro e outubro deste ano.

Para que haja uma redução no número de casos, o Detran-AM informou que tem trabalhado na conscientização da população, principalmente de condutores de veículos, fornecendo palestras e cursos. E, com o apoio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (NEOT), atua em pontos estratégicos da capital e de municípios do interior, para diminuir esse tipo de infração e, assim, evitar graves consequências.

Share: