O pedreiro e motorista de aplicativo Francisco de Oliveiras Lemos, 41, foi morto a tiros, na manhã deste sábado (6), dentro do banheiro da sua casa, na Rua Alameda A, Comunidade Nobre, bairro Lago Azul, zona norte de Manaus.

De acordo com o tenente Ronaldo Azevedo, da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a guarnição foi acionada por volta das 9h, quando uma denúncia disse que um homem teria sido alvejado com disparos de arma de fogo.

“A denuncia foi através da linha direta e depois disso fomos ao local. Ao chegarmos fomos informados que a vítima estava tomando banho em um banheiro da área externa, quando dois homens encapuzados, a pé, entraram na casa e efetuaram vários disparos. Em seguida, fugiram”, disse.

O local pertence a vítima, onde morava com outras três pessoas. Na hora da invasão, essas pessoas estariam dentro do quarto. Parentes do pedreiro chegavam a todo momento, bastante abalados, mas não quiseram dar entrevista.

Segundo o delegado Guilherme Antoniazzi, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC) identificou que a vítima foi alvejada por
17 disparos de arma de fogo.

“Possivelmente, pela quantidade de disparos foi um acerto de contas, mas ainda não podemos confirmar se tinha envolvimento com tráfico de drogas. A família bastante abalada, não deu muitas informações se a vítima estava recebendo ameaças de morte. Nós vamos continuar investigando para elucidar esse caso”, completou.

O delegado também disse que Francisco tinha o apelido de Kito na região.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e o corpo da vítima foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: D24am.

Share: