O candidato a prefeito de Manaus, Ricardo Nicolau, tem comemorado o crescimento nas pesquisas de intenção de voto, saindo de 5,8% em setembro para 9,1% em outubro. Mas, quem está realmente feliz com o crescimento de Nicolau é a ex-primeira dama do Amazonas, Nejmi Aziz, acusada de envolvimento em esquema de corrupção com dinheiro da saúde do Governo Estado.

Ela é esposa do senador Omar Aziz e suplente de Ricardo Nicolau na Assembleia Legislativa do Amazonas. Ou seja, se Nicolau vencer a eleição para prefeito, Nejmi cai de paraquedas na Aleam, ocupando o mandato até 31 de janeiro de 2023.

Nejmi tem 50 anos e nasceu no Estado Paraná. Ela recebeu 19.959 votos na eleição de 2018, quando concorreu a uma vaga de deputada federal pelo Partido Social Democrático (PSD). A candidata teve grande apoio do marido, senador Omar Aziz, que é presidente estadual do PSD, mesmo assim não conseguiu se eleger.

Na eleição deste ano, os marqueteiros da campanha de Ricardo Nicolau evitam usar a imagem de Nejmi Aziz na propaganda eleitoral do rádio e TV. O medo dos marqueteiros é que Nejmi atrapalhe a corrida de Ricardo Nicolau rumo à prefeitura de Manaus.

A campanha dele não explica ao eleitor que, caso Nicolau seja eleito, é Nejmi quem assume a vaga deixada na Aleam. Essa informação pode tirar votos de Nicolau, segundo avaliam os marqueteiros da campanha.

A intenção de esconder Nejmi tem uma explicação. Os eleitores não esqueceram o envolvimento dela na operação Vertex (uma extensão da Operação Maus Caminhos), desencadeada pela Polícia Federal em 2019, que investigou crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no governo do Amazonas.

Nejmi foi presa duas vezes, ano passado, pela Polícia Federal, e ficou detida no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizado na BR-174 (Manaus-Boa Vista).

A ex-primeira dama disse à Polícia Federal que possui patrimônio no valor de R$ 30,3 milhões, conforme foi constatado na declaração de bens no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O que chama atenção é que a fortuna de Nejmi é superior ao patrimônio acumulado por Omar Aziz ao longo de 40 anos de vida pública. Segundo o site do TSE, o senador tem patrimônio declarado de R$ 1,5 milhão, ou seja, 20 vezes menor que o de Nejimi.

Até hoje, os eleitores aguardam a ex-primeira dama explicar a origem de sua fortuna. Nejmi pode ser a pedra no caminho de Ricardo Nicolau rumo à prefeitura de Manaus.

Share: